Entenda porque as pessoas cometem sempre os mesmos erros nos relacionamentos



Especialista afirma que padrões emocionais, estéticos e intelectuais estão diretamente ligados ao problema; relacionamento no BBB 20 é alvo de críticas

Ter um relacionamento saudável não é fácil na maioria das vezes. A adoção de alguns hábitos junto com a dedicação mútua é essencial para conseguir lidar com aqueles que mais amamos, além de compreender que cada indivíduo é único e têm suas diferenças.

“Saber contornar problemas gerados em um relacionamento ajuda na construção da experiência do casal e na trajetória de autoconhecimento. Para alcançar o amadurecimento no relacionamento é preciso se livrar de mágoas e ressentimentos que foram adquiridos durante à vida”, explica Amanda Pissolati, administradora e instrutora de ThetaHealing.


A especialista também afirma que é preciso estimular a individualidade e o amor próprio. “Entre os maiores problemas enfrentados durante um relacionamento estão o ciúme e a possessividade. O ponto de partida geralmente é a insegurança, uma crença que diminui a autoestima e aumenta a dependência emocional”, alerta a especialista.


Erros comuns

Perder a individualidade, cair na rotina, ter comportamentos voltados para possessividade e não respeitar as diferenças são alguns dos aborrecimentos que mais atingem os casais. “É importante entender que um casal saudável preserva a sua identidade e às suas diferenças, recorrendo sempre ao diálogo para alinhar as expectativas e expor os sentimentos. Estar bem consigo mesmo é o ponto de partida para estar bem com o outro”, complementou Amanda Pissolati.


Abuso psicológico no BBB?

Um dos casos mais discutidos nas redes nos últimos dias é o relacionamento de Guilherme Napolitano e Gabi Martins que estão na casa do Big Brother Brasil (BBB). São diversas as críticas direcionadas ao Guilherme, que apontam o participante como causador de sofrimento psicológico à sua parceira.


Segundo Amanda, a chave para sair de um relacionamento abusivo é se libertando de crenças limitantes. “Padrões de pensamento absorvidos ao longo da vida influenciam diretamente na construção de crenças que podem nos afastar de construir um relacionamento pleno. É preciso remover as camadas que encobrem as carências afetivas”, afirmou.



Fonte: Amanda Pissolati, administradora, empreendedora e instrutora de ThetaHealing do Semente Quântica. Certificada como instrutora máster da técnica. Com mais de 30 cursos como praticante e 12 como instrutora.

10 visualizações
  • Spotify - Semente Quântica
  • YouTube - Semente Quântica
  • Facebook - Semente Quântica
  • Instagram - Semente Quântica

Av. Raja Gabaglia - 2000, sala 922 Torre. 2, Estoril | Belo Horizonte 
Ligações: (31) 98843-1633

SementeQuantica.com© Copyright 2020 

As declarações neste site não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Esta informação é fornecida estritamente para fins educacionais. De nenhuma maneira as informações neste site devem ser consideradas um substituto para o atendimento médico competente por seu médico ou outro profissional de saúde.