Thetahealing em Animais: veja a importância e como é feito


Os animais são seres sensíveis ao ambiente em que vivem e aos sentimentos de seus tutores. Eles são capazes de transmutar as energias emanadas. Porém, muitas vezes, eles absorvem as mesmas, o que pode causar problemas físicos e emocionais para os bichinhos. É aí que entra o Thetahealing em animais.


Quem tem um bichinho de estimação em casa muitas vezes consegue perceber as mudanças de atitude dele. Eles podem ficar mais agressivos, mais tristes, menos ativos, comer menos etc. Mudanças bruscas de comportamento e doenças devem ser observadas e analisadas para entender de onde elas vêm.


Com o Thetahealing é possível identificar o que está causando essas questões e começar a trabalhá-las para que o pet melhore.


Os benefícios do Thetahealing em animais

As sessões de Thetahealing em animais podem trazer diversos benefícios como identificação de traumas e a fonte das doenças ou das mudanças comportamentais, por exemplo.

É possível analisar se as questões são realmente do animal (como traumas passados, mudança de rotina etc) ou se ele está absorvendo a energia dos tutores e ambientes em que frequenta.


A sessão de Thetahealing nos animais

A sessão com os animais transcorre de forma parecida com a sessão em humanos. É feita a meditação para entrar em Theta e a comunicação é feita majoritariamente com o Eu superior do cliente.


Os animais não costumam transmitir palavras, eles trabalham mais com imagens e sentimentos. Por isso é tão importante que o terapeuta seja certificado no curso específico de Thetahealing em animais, para que ele possa identificar o que está sendo passado e entender a melhor forma de ajudar.


Ao longo da sessão são feitos downloads e, se identificada a necessidade, é sugerido que o tutor do animal também faça sessões para trabalhar questões que possam estar sendo absorvidas pelo pet.


A quantidade de sessões vai depender de cada caso. Algumas situações podem ser resolvidas em um encontro, enquanto outras vão levar um pouco mais de tempo.


A cura dos animais através do Thetahealing

Conforme explicado, o Thetahealing irá identificar as possíveis causas dos problemas que os bichanos possam estar tendo, para então trabalhar na sua cura. É importante ressaltar que em caso de doenças físicas, as sessões devem ser feitas em paralelo ao tratamento com o veterinário.


Após identificar a causa dos problemas, a sessão passa a focar na solução dos mesmos com o digging e aprofundamento da raiz da questão. No caso de animais que estão sendo afetados pela energia do dono ou do espaço em que frequentam, é importante que seja feita uma limpeza energética na casa e sessões com o tutor. Ao tratar os bloqueios e traumas do tutor, o bichinho pode então se livrar dessa energia.


Os animais costumam aceitar as sessões e downloads de forma mais simples. No entanto, assim como uma sessão em seres humanos, a cura dos animais depende de vários fatores, como a vontade do mesmo, a aceitação dos downloads e a mudança na energia do ambiente e do tutor, por exemplo.


Indo além do cuidado com os animais

No curso de Thetahealing focado em animais o aluno aprende mais do que tratar os bichos. Ele estuda como se conectar com todos os seres vivos, incluindo estudo sobre o comportamento dos seres humanos. Além disso, o curso aprofunda um pouco mais no terceiro plano da existência, que é onde vivemos, nos ajudando a nos conectar ainda mais com nossa essência.


Para fazer o curso é preciso ter os certificados dos cursos DNA Básico, DNA Avançado e Aprofundando no Digging. Todos esses cursos fazem parte do programa Salto Quântico do Semente Quântica.


Caso você queira agendar uma sessão para o seu pet, entre em contato conosco, ficaremos felizes em ajudar.



15 visualizações0 comentário